Plataforma Agentes do Meio Ambiente está abrindo novas vagas para programadoras

Contrata-se mulheres com Graduação em Engenharia de Software, Análise de Sistemas, Sistemas de Informação para assumirem três vagas na equipe de programação da Plataforma AMA – Agentes do Meio Ambiente. O anúncio para as vagas faz parte do plano da empresa Smart Citizen em equiparar gradualmente o número de postos de trabalho entre homens e mulheres.

Recentemente a empresa contratou quatro profissionais para as áreas de comunicação e design para atuarem no marketing e redes sociais da empresa. Para Marcelo Crivano, CEO da Smart Citizen e idealizador da Plataforma AMA, as contratações potencializam a intenção da empresa em estimular a participação feminina na área de tecnologia.

“Queremos reforçar nossos compromissos com direitos fundamentais e com a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. É fundamental dar representatividade para as mulheres no setor de tecnologia, uma área tradicionalmente ocupada por homens, que muitas vezes acaba não criando referências que inspirem as novas gerações”, afirma Crivano.

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que apenas 20% dos profissionais que atuam nesta área são mulheres. Número confirmado pelo levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), feita com mais de 580 mil profissionais de TI que atuam no Brasil e no mundo. Em processo seletivo realizado esse ano, na própria Smart Citizen, foram 30 candidatos homens e apenas duas candidatas mulheres para concorrer a uma vaga no time de TI.

Empoderamento feminino

Um exemplo do esforço que a Smart Citizen vem fazendo para cumprir com a ODS 5, que é alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas, aconteceu em novembro do ano passado em Maringá. A Plataforma AMA promoveu na cidade a primeira experiência com a zeladoria urbana – modalidade em que os moradores cadastrados como Agentes do Meio Ambiente são remunerados como MEI (microempreendedor individual). Dos 60 Agentes do Meio Ambiente cadastrados, pouco mais de 60% eram mulheres e destas nenhuma tinha conta em banco.

“Todas elas dependiam da conta do marido e por terem filhos não tinham como trabalhar o dia todo. Com a chegada do AMA essa realidade mudou. Além de poderem atuar em meio período, foram abertas contas digitais para que todas elas pudessem receber diretamente a remuneração”, lembra Crivano.

Serviço:

Smart Citizen contrata programadoras –

Plataforma Agentes do Meio Ambiente http://cidadeama.com.br

Programadora Back-end – uma vaga

Programadora Front-end – uma vaga

Programadora Mobile – uma vaga

Para participar do processo seletivo é preciso enviar currículo para [email protected]

ACESSE + CONTEÚDOS SOBRE 👇🏼

#TECNOLOGIA  #STARTUPS  #APPS  #CLEAN ENERGY  #NAS REDES

#CINEMA  #SÉRIES  #GAMES  #LITERATURA  #EVENTOS