Fruto de parceria entre XP Inc. e Trybe, Turma XP tem a aspiração de ter 30% de mulheres estudando programação; inscrições vão até 22 de agosto

Se já existe um gargalo entre oferta e demanda de profissionais de tecnologia no país e no mundo, esse gap é ainda maior quando a busca é por mulheres na área. Segundo pesquisa do Instituto Thoughtworks, dentro das organizações, em quase 65% dos casos, elas representam no máximo 20% das equipes de trabalho. Apesar do crescimento da participação de mulheres no segmento, ainda há uma série de barreiras a serem enfrentadas. A primeira delas: o início nos estudos de tecnologia.

Diante desse cenário, a escola de tecnologia Trybe e a XP Inc. estabeleceram uma aspiração importante de diversidade quando se uniram para lançar a Turma XP. A turma do curso de Desenvolvimento de Software Web da Trybe, escola de tecnologia referência na formação de profissionais da área, tem a aspiração de ter, no mínimo, 30% de mulheres entre suas 300 pessoas estudantes, além de 40% de pessoas pretas e pardas. A XP Inc. pagará metade da formação e, ao final do curso, que tem duração de um ano, as pessoas estudantes da turma passarão por um processo seletivo e poderão trabalhar na XP.

O programa tem como objetivo suportar o mercado brasileiro com a formação de profissionais digitais, além de possibilitar a inserção produtiva de centenas de brasileiros que não teriam acesso a esse tipo de educação. “Desde que criamos a diretoria ESG, assumimos o compromisso de buscar maior diversidade dentro da empresa e esse programa não poderia ficar de fora. Esse lançamento é o primeiro de vários outros cursos que a XP pretende realizar, buscando aumentar cada vez mais o impacto de nossas ações”, diz Marta Pinheiro, diretora ESG da XP Inc.

Com uma formação de alta qualidade, totalmente focada no sucesso profissional de estudantes, a Trybe usa uma metodologia própria e exigente no ensino de programação. São mais de 1,5 mil horas de estudo, com aulas online e ao vivo, com um mínimo de seis horas de atividades por dia, seguindo um currículo dividido em Fundamentos do Desenvolvimento Web, Desenvolvimento Front-end, Desenvolvimento Back-end, Ciência da Computação, Soft Skills e Metodologias Ágeis. Até julho deste ano, 92% das pessoas formadas pela escola estavam trabalhando em até 3 meses após a conclusão do curso. Mais de 140 mil pessoas já se inscreveram para estudar na Trybe.

O processo seletivo é formado por algumas etapas. Além de formulário de inscrição, desafio prático (para o qual a Trybe oferece o material de estudo), testes online de raciocínio e uma entrevista virtual, pessoas interessadas também terão de responder a um questionário online de fit cultural da XP, para garantir que há alinhamento entre as pessoas estudantes e a empresa de investimentos.

Para estudar na Trybe, não é preciso ter conhecimento prévio em programação. Os requisitos são: ser maior de 18 anos; ter no mínimo, o Ensino Médio completo; disponibilidade para acompanhar as aulas e atividades do curso das 14h às 20h, de segunda a sexta-feira; e ter acesso a um computador com webcam, fone de ouvido e microfone.

Para se inscrever para o processo seletivo da Turma XP, clique aqui.

Sobre a XP Inc.
A XP Inc. é uma plataforma tecnológica de investimentos, serviços financeiros e educação, dona das marcas XP, Rico, Clear, Infomoney, XPeed e Spiti, entre outras. A XP Inc. tem mais de 3,1 milhões de clientes e R$ 817 bilhões de ativos sob custódia. Nos últimos 20 anos, a empresa vem transformando o mercado financeiro brasileiro para melhorar a vida das pessoas, garantindo relações mais transparentes entre os clientes e as instituições financeiras. Para mais informações, acesse o site www.xpinc.com

Sobre a Trybe
Fundada em agosto de 2019 por Claudio Lensing, João Daniel Duarte, Marcos Moura, Matheus Goyas e Rafael Torres, a Trybe é uma escola de tecnologia que oferece uma formação de alta qualidade em programação totalmente focada no sucesso profissional de estudantes. Sua metodologia própria de ensino é exigente: são 1,5 mil horas por ano, no mínimo, com seis horas de atividades por dia, que seguem um currículo dividido em Fundamentos do Desenvolvimento Web, Desenvolvimento Front-end, Desenvolvimento Back-end, Ciência da Computação, Soft Skills e Metodologias Ágeis, além de preparação para processos seletivos e conexões com oportunidades de trabalho. Anteriormente, os sócios fundadores da edtech criaram o AppProva, ferramenta gratuita que já ajudou milhões de estudantes na preparação de exames como Enem e OAB, vendida para a Somos Educação em 2017. Em fevereiro de 2020, a Trybe recebeu R$ 42 milhões em rodada de investimentos Série A liderada por Atlantico, com a participação de Canary, e.Bricks, Global Founders Capital, Maya Capital e Norte Ventures. Com mais de 220 funcionários e uma rede de mais de 100 empresas parceiras, a Trybe registra cerca de 2 mil estudantes de seu curso e pretende chegar a 3 mil até o final de 2021. Até julho deste ano, 92% dos profissionais formados pela Trybe estavam trabalhando em até 3 meses após a conclusão do curso. Mais de 140 mil pessoas já se inscreveram para estudar na Trybe. Para mais informações, acesse o site www.betrybe.com

ACESSE + CONTEÚDOS SOBRE 👇🏼

#TECNOLOGIA  #STARTUPS  #APPS  #CLEAN ENERGY  #NAS REDES

#CINEMA  #SÉRIES  #GAMES  #LITERATURA  #EVENTOS